quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O secredo.


Simultâneamente venho. Passa dias, noites, manhãs, dilemas e mais. Vontade de transmitir o que sinto é rapidamente avassaladora. Quero falar, me ouçam. Não. Só leiam! Um dia resolvi escrever, nada demasiado. Tudo simples, comum, sabe como é. Escrevi, se espalhou pelas veias artérias a vontade de tecer histórias. Nada como a terapia da escrita. Soa misterioso, mas garanto meu querido - não é nada demais. Expresso, rápido, franco, é o conjunto de sintonias. Sinfónico, sincero, fácil de captar. Opte por escrever. Não escreva com os dedos, não. O coração é o responsável pelo dom. Deixe fluir, como o vento, é simples, perfeito, prático e sem ele não sobrevivemos. Compreenda, quando escrever não diga o que lhe passa na cabeça, diga o que sente. Só é complexo por ser simples demais. Não taxem ninguém pelo escrever, se ela só escreve não estará falando nada. Opte pelo que se sente completamente - aí você chega bem pertinho da verdadeira mina. O resto é só enganação!

13 comentários:

Lupo disse...

Não sei se escrevo com a mente ou com o coração. Acho que com os dois, em pesos diferentes a cada segundo. Não conheço verdades absolutas (ainda rs) mas sou sincero e acredito nas minhas palavras...

Também acredito nas suas palavras Ana!

Bjo e ótima quinta!

Ana Clara Q. Silva disse...

Escreve com o coração, ora.
Ah, que bom, é bom ver que tudo que escreve de alguma forma é crido por alguém.
Obrigada pelo comentário querido ;**

entrelinhas disse...

Adorei a forma como vc escreve... muito interessante.
Visitarei o blog sempre que possível. Parabéns

Charles K. disse...

Escrever com o coração, ou com a mente, ou com os dois... enfim escrever é algo sem igual, onde naquele momento é só você e seus pensamentos.

Victor Pagani disse...

Gostei do texto, Ana. Adorei a qualidade do mesmo :) Parabéns

[]'s

Harry Sixërs disse...

Belo talento pra escrever, estou impressionado. Beijos

Ana Clara Q. Silva disse...

Obrigado entrelinhas, Charles, Victor e Harry ;)

Barbara Nonato disse...

Escrever pra mim é um trabalho onde atuam juntos coração e mente, mas, independente disso, a diretriz da escrita é traçada pela vontade. Vontade de me expressar, de mostrar o que sinto e penso e, muitas vezes, vontade até de extrapolar limites (os meus, em primeira instância)!
Até a próxima.

Blog da Fofa disse...

Ana Clara, que bom Que vc vem ... Vem divicdir com a gente o que sente. O que você coloca como "nada demais", faz diferença no dia das pessoas que te lêem. Eu te leio. Concordo com você que a gente tem que escrever com o coração. Um beijão querida, amei seu texto.

Ana Clara Q. Silva disse...

boa barbara! obrigada pelo comment.

Blog da fofa. Ah querida fico feliz de ter uma leitora como você, uma fofa mesmo. Obrigada

Marcos Aquino disse...

Segredo revelado.
Escrever é algo que liberta, que nos leva a outra dimensão do imaginário e da realidade. Adoro escrever porque me sinto liberto e discutir os temas com os meus leitores me ajuda a aprender coisas novas.
Seguindo, por que volto. Beijo

Raíla Guimarães disse...

Amei o blog, Ana (e olha que sou beeem chata com essas coisas). Escrevo com o coração - e isso é bem visível, porque eu não escrevo pro mundo, eu escrevo pra mim...
Acho que é por isso que ninguém entende meus textos. Mas eles me colocam pra cima, sabe? Eles me fazem sentir verdadeira, sincera, humana... É isso que vale.
Sobre parceria, eu não gosto muito (já dei essa resposta pra umas 3 pessoas :/) porque meu blog é bem intimo, e eu não sei como poderia "dividi-lo".

Enfim, lindo texto, lindo blog.
beijo.

Ana Clara Q. Silva disse...

Marcos nos sentimos da mesma forma, é algo inesplicável pra começar, mas, se soubesse descrever como é bom escrever seria com essas palavras. Obrigada pelo comentário!

Raíla, querida eu também sou assim, escrevo pra mim, ngm me entende, ngm mesmo. Sou tão complexa, mas simples no meu ponto de vista. Eu também me sinto verdadeira, sincera, franca e humana. Meus textos me fazem sentir exatamente assim. Temos muio em comum.
haushauhsuahsuhas, claro amore, sem problema ;)
Obrigada mesmo pela sinceridade.

Postar um comentário

Se você leu, gostou ou não, preciso de sua opinião! :*