terça-feira, 3 de maio de 2011

Em apenas um momento.

Classificar o que eu estou sentindo é o mesmo que eu dizer quem eu sou, porque tenho um mundo desconhecido dentro de mim. A minha única garantia é do que sinto agora, daqui à pouco pode ser tarde demais. Então se quer um conselho, não perca tempo esperando definir o que sente, só o fato de estar sentindo já é o suficiente. Se você não tentar, como vai saber? É impossível descrever o que você não viveu. Indecisão? Todos sentem, se tudo fosse tão certo que graça teria? Eu gosto mesmo é do duvidoso, do incerto, do difícil de entender. Se eu fosse compreendida que graça iria ter? Me deixa ser assim, apenas se encaixe em mim. Sem você eu sei viver, por quê não? Mas com você eu não encontro solidão. O que muitos já tentaram despertar por muito tempo, você conseguiu em apenas um momento.

2 comentários:

Fernand's disse...

"nem tudo que sentimos tem que ter definição ou nos fornecer aprendizado, às vezes sentir basta".

fernand's

Ana Clara Q. Silva disse...

Parabéns pela frase, pura verdade.

Postar um comentário

Se você leu, gostou ou não, preciso de sua opinião! :*