terça-feira, 30 de novembro de 2010

Dá pra entender?

O tempo passa, tempo que não volta mais. Mesmo palavras, suspiros e explicações não definem. Já faz tanto tempo que eu me pergunto o mesmo: O que eu sinto por você? Está claro que algo há. Não sai da poesia as rimas que fiz pra você. É tão estranho, mas, volta e meia me vem você! Não me pergunte, não me venha com questionamentos, quase não me entendo mais. Não sei, mesmo. Sou tão certa, tão duvidosa. Algo é concreto, sinto impulsos mais fortes que eu quando te vejo. Sinto um louco desejo de te abraçar. Não entendo-me, sou tão complexa, tenho que te dar porquês. Você pra mim é importante, é sim. Só não sei como expressar, nem dizer, nem nada. Então, volto ao início de tudo, onde tudo começou, onde pode terminar. Simplesmente, não sei se posso esquecer você, ou se devo me lembrar mais. Só essa dúvida me cerca, me rodeia, me rodopia. Um dia eu chego lá, quem sabe. Enquanto isso uma frase me vem: “Na minha cabeça cabem vários, mas, no coração só cabe um.”

9 comentários:

Blog da Fofa disse...

Nossa Aninha (posso te chamar assim?) Lindo lindo qto sentimento hein? sei bem o q é isso. o q é saudade batendo no peito no lugar de coração. bjos querida, fica com Deus

Ana Clara Q. Silva disse...

Claro fofa ;)
Mesmo? Também sente isso de não saber explicar?
Obrigada pelo comentário. Volte sempre =)
fica com Deus tbm

planeta huumor disse...

nossa que sentimento em


http://planetahuumor.blogspot.com/

Ana Clara Q. Silva disse...

você pelo menos leu? hauhaudhuahduah;*

Bruno L. disse...

nossa, gostei seguir
http://brunnoleonardy.blogspot.com/

Matheus Salvino disse...

"A saudade é uma forma de ficar".
Talvez a forma mais dolorosa. Acredito que os devaneios provocados após a partida, são os laços que ainda estão lá, se ainda estão, é por ainda não haver partida de fato.
Embora partir seja necessário, seu corpo pode ir, o corpo do outro pode ir e, o tal do coração ficar lá, preso, amordaçado, ou talvez feliz.
Um beijo guria. Parabéns pelo post e blog.

Felippe Noah disse...

Ameeeei!!! Eu também tenho esses desvaneios, tanto que o texto que você comentou no meu blog é exatamente sobre essas mesmas coisas de não saber, (in)certezas, amor(?!) e blá blá blá.
Bom, perdão por ter dado o calote lá na comunidade... (haushhausha)
Estou seguindo-a! Beijos e escreva, sempre!
www.blogdaesfinge.blogspot.com

Ana Clara Q. Silva disse...

Matheus obrigada pelo comentário.
ahushauhsuahsuhuahsuhas Felippe ok, desta vez eu te perdoô hein ;)
Obrigada, que bom que gostou.
Beijo

M. disse...

Escreves bem. Tens opinião.

Gosto.

Postar um comentário

Se você leu, gostou ou não, preciso de sua opinião! :*